Recuperação do pecado e do vício - Etapa 1 - Honestidade

1. Admitimos que somos impotentes contra nosso vício e que nossas vidas se tornaram incontroláveis.

Quando uma pessoa procura ajuda para um vício, pode haver vários motivos pelos quais ela chega à conclusão de que precisa de ajuda. Um desses motivos pode ser:

  • Seu companheiro está ameaçando deixá-los, a menos que eles mudem.
  • Seus pais estão exigindo que eles busquem ajuda.
  • O empregador está ameaçando despedi-los, a menos que consigam ajuda.
  • Eles chegaram a extremos para conseguir dinheiro para seu vício. Até a ponto de roubar ou vender-se para fazer sexo.
  • Nenhuma quantidade da substância viciante é capaz de satisfazê-los mais. Eles estão com medo do que podem fazer perto de si mesmos.

Estas podem ser as circunstâncias que os levaram a procurar ajuda. Mas essas situações normalmente levam alguém a fazer algo por causa do medo. Agora, tema talvez algo que os mova, mas será preciso mais do que medo para levá-los a buscar ajuda da maneira certa.

Uma resposta adequada ao medo nos levará ao amor de Deus

“Não há medo no amor; mas o amor perfeito lança fora o medo: porque o medo traz tormento. Aquele que teme não é perfeito no amor." ~ 1 João 4:18

Portanto, como um obreiro do evangelho que está tentando ajudá-los a se livrar do vício, também devemos ajudá-los a reconhecer o que Deus, em seu amor, está tentando mostrar a eles. Eles podem nem mesmo ter considerado ainda, que Deus tem tentado chamar a atenção deles, por meio do que eles têm sofrido.

“A tua própria maldade te corrigirá, e as tuas apostasias te repreenderão; sabe, portanto, e vê que é uma coisa má e amarga, que abandonaste o Senhor teu Deus, e que o meu temor não está em ti, diz o Senhor Deus dos hospedeiros." ~ Jeremias 2:19

Precisamos de um temor saudável de Deus. Deus permite que coisas aconteçam conosco, para que possamos aprender a temer as coisas más, como os vícios. A correção do Senhor, através da colheita de nosso vício, é a sua forma de chamar nossa atenção e nos transformar. Ignoramos todas as instruções de seu Espírito contra nossa consciência. Então ele teve que permitir que dificuldades difíceis surgissem em nosso caminho, para chamar nossa atenção.

“Quem rejeita a correção menospreza a sua própria alma; mas quem ouve a repreensão adquire entendimento. O temor do Senhor é a instrução da sabedoria; e antes da honra está a humildade. ” ~ Provérbios 15: 32-33

O Espírito Santo falando conosco

Portanto, o obreiro do evangelho precisa ajudar o adicto a começar a reconhecer como Deus já está falando com ele. E então a pergunta precisa ser feita:

“Sobre o que acreditamos que Deus já está falando ao nosso coração?”

Se estamos procurando ajuda, é porque Deus já fala ao nosso coração. Quer reconheçamos isso como Deus falando conosco ou não. A própria consciência que temos nos foi dada por Deus. E muitas vezes ele fala conosco por meio de nossa consciência.

“Pois, quando os gentios, que não têm a lei, praticam por natureza as coisas contidas na lei, esses, não tendo a lei, são uma lei para si mesmos: os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, também em sua consciência dando testemunho, e seus pensamentos são medianos enquanto acusam ou desculpam uns aos outros ”~ Romanos 2: 14-15

Agora, existem pessoas que cauterizaram suas consciências. E Deus não está mais falando com eles. Mas essa é uma condição horrível de se entrar!

“Ora, o Espírito diz expressamente que nos últimos tempos alguns se desviarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e doutrinas de demônios; Falar é hipocrisia; tendo sua consciência cauterizada com ferro quente ”~ 1 Timóteo 4: 1-2

Algumas drogas são tão perigosas que podem destruir nossa mente. A hipocrisia é uma das drogas espirituais mais mortais. Porque pode destruir nossa consciência. E se um adicto assume a hipocrisia ao querer encobrir todo o mal que está cometendo, ele também pode destruir sua própria consciência.

Se amamos bancar o hipócrita e fingimos ser alguém que não somos. Estamos negando nosso vício. Então, tentamos escondê-lo e como isso tem afetado a nós e aos outros. Se for esse o caso: então Deus não pode nos ajudar!

Portanto, devemos instruir o adicto a não ser tão tolo com sua vida e sua alma! Se Deus tem lidado com nossa consciência, vamos reconhecê-lo não fingindo o contrário. Sejamos totalmente transparentes e honestos sobre como nosso vício está nos afetando!

“Quem tem ai? quem tem tristeza? quem tem contendas? quem está tagarelando? quem fere sem causa? quem tem vermelhidão nos olhos? Aqueles que se demoram no vinho; os que procuram vinho misturado. Não olhes para o vinho quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo, quando se escoa suavemente. Por fim, morde como uma serpente e pica como uma víbora. Teus olhos verão mulheres estranhas, e teu coração proferirá coisas perversas. Sim, tu serás como o que se deita no meio do mar, ou como o que se deita no topo do mastro. Eles me feriram, dirás, e eu não estive doente; bateram em mim e não o senti; quando devo acordar? Vou procurá-lo mais uma vez. ” ~ Provérbios 23: 29-35

Quantas coisas já sofremos? E quantas coisas nós causamos o sofrimento de outros por causa de nosso vício? E então, quantas vezes ainda voltamos direto ao nosso vício de novo?

Posso admitir honestamente de todo o coração que tenho uma necessidade séria? Devemos, se quisermos buscar misericórdia e encontrá-la!

“Implorei o teu favor de todo o meu coração: tem misericórdia de mim segundo a tua palavra. Pensei em meus caminhos e voltei meus pés para os teus testemunhos ”. ~ Salmo 119: 58-59

E então a questão é: sabemos pedir ajuda com sinceridade? Ou estamos pedindo apenas para sairmos de nossos problemas imediatos e, então, continuarmos com nossa vida egoísta? Qual é o nosso motivo real para buscar ajuda?

“Desejais e não tendes; matais e desejais ter e não podeis obter; lutais e guerreais, contudo não tendes, porque não pedis. Pedis e não recebais, porque pedis mal, para que possais consumi-lo em vossas concupiscências. ” ~ Tiago 4: 2-3

Nós Fomos Feridos

Se formos honestos sobre nossas necessidades, teremos que admitir que nos sentimos feridos por dentro. Há algo profundo que estou perdendo na minha vida. E ao tentar me acalmar dessa realidade, fiquei viciado.

“Pois sou pobre e necessitado, e meu coração está ferido dentro de mim. Eu fui como a sombra quando ela declina: fui atirado para cima e para baixo como o gafanhoto. Meus joelhos estão fracos por causa do jejum; e minha carne está sem gordura. Também sou para eles objeto de opróbrio; quando me olham, meneiam a cabeça. Ajuda-me, Senhor meu Deus: salva-me segundo a tua misericórdia ”~ Salmo 109: 22-26

Como um cordeiro ferido que se separa do rebanho e é alvo de uma matilha de lobos, da mesma forma há um espírito oportunista no mundo. Ele espera até detectar alguém que foi ferido (fisicamente, emocionalmente, espiritualmente ou todos os três). Quando detecta nossa lesão, procura nos influenciar a nos tornarmos isolados e desconfiados. E então nos oferece “algo mais” para aliviar nossa dor e nos fazer “esquecer” nossas circunstâncias. E por esse “algo mais” ele nos enreda e começa a assumir o controle de nós. Então, perdemos o controle de nossas vidas!

Existe um engano em uma substância "calmante" e viciante:

“O vinho zomba, a bebida forte é violenta; e quem é enganado por ela não é sábio.” ~ Provérbios 20: 1

Quem vende drogas e álcool conhece esse engano. Eles adoram o dinheiro que podem ganhar com o viciado. E assim, eles oferecem ao viciado um alívio temporário por meio de uma droga ou álcool. Porque sabem que, se fizerem isso o suficiente, o adicto ficará sob seu controle. E continuarão a ganhar dinheiro com eles.

As pessoas bebem por causa da dor profunda que desejam aliviar. Essa dor geralmente se deve a um coração pesaroso e pesaroso. Uma dor que nos segue em muitos lugares e nos leva a muitas situações ruins.

“Dai bebida forte ao que está prestes a perecer, e vinho aos que têm o coração pesado. Deixe-o beber, e esqueça sua pobreza, e não se lembre mais de sua miséria ”. ~ Provérbios 31: 6-7

Essa vulnerabilidade de se tornar dependente da substância “calmante”, na verdade, é muito comum entre a humanidade. É parte de nossa existência carnal humana. É por isso que somos tão vulneráveis a ser controlados quando somos gravemente feridos. O indivíduo e sua natureza humana precisam daquela ajuda que somente um Salvador divino pode nos dar. Precisamos dessa conexão com Deus!

“Onde no passado vós andastes de acordo com o curso deste mundo, de acordo com o príncipe das potestades do ar, o espírito que agora opera nos filhos da desobediência: Entre os quais também todos nós conversamos no passado no concupiscências da nossa carne, satisfazendo os desejos da carne e da mente; e eram por natureza filhos da ira, assim como os outros. Mas Deus, que é rico em misericórdia, por seu grande amor com que nos amou ... ”~ Efésios 2: 2-4

Aqueles que trabalham para ajudar os outros, são servos. E como servos, eles foram sujeitos a essas mesmas vulnerabilidades em seu passado. Conseqüentemente, não procuramos condenar os outros. Em vez disso, para inspirar outro com a fé para acreditar no amor e poder de Jesus Cristo, para ressuscitar uma vida da armadilha de Satanás.

“E o servo do Senhor não deve lutar; mas seja gentil com todos os homens, apto para ensinar, paciente, Em mansidão instruindo aqueles que se opõem; se Deus porventura lhes dará arrependimento para o reconhecimento da verdade; E para que se recuperem do laço do diabo, que são levados cativos por ele à sua vontade. ” ~ 2 Timóteo 2: 24-26

Mas, se algum dia vamos conseguir ajuda, vamos ter que admitir que precisamos. E vamos ter que admitir o que Deus já está falando ao nosso coração. Porque a escritura deixa claro que Deus fala a todos pelo seu Espírito.

“Porque a graça de Deus que traz a salvação apareceu a todos os homens, ensinando-nos que, negando a impiedade e as concupiscências mundanas, devemos viver sobriamente, retamente e piedosamente neste mundo presente” ~ Tito 2: 11-12

Portanto, a questão é: o que vamos fazer com o que Deus já falou ao nosso coração? Vamos dar um passo na fé e reconhecê-lo como aquele que tem incomodado nossa consciência? E então, podemos dar o próximo passo na fé, para realmente começar a buscar a ajuda de Deus?

pt_BRPortuguês do Brasil
TrueBibleDoctrine.org

GRATUITAMENTE
VISUALIZAR